Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 14 de janeiro de 2012

Vida


E voltar a escrever agora não é nada fácil. Aconteceu tanta coisa nesse meio tempo que parei de atualizar o blog. Fiz amigos, desfiz alguns. Terminei o namoro, voltei. Fui traída, perdoei. O mundo muda tanto.
Em menos de um segundo você se vê sem chão, e já tá lá de novo, chorando, se segurando, tentando não se desmontar. E depois de um dia, você já tá lá de novo, alegre, saltitante, mandando sorrisos pro ar. É esquisito como essa vida evolui. Há dois anos atrás eu era tão imatura, e tão sem sal. Mudei o cabelo para mais curto, comecei um namoro que agora, hoje, vai muito bem, terminei o ensino médio. E agora? Trabalho, faculdade. E depois? Sair de casa. Meu Deus, essa mudanças deixam a gente totalmente sem rumo. Mas, depois de tudo que aconteceu eu sei que a única que coisa de certeza mesmo que eu tenho hoje, é que tem uma pessoa que eu quero que segure a minha mão a cada passo que eu vá ter que dá nessa minha vida. A única pessoa que eu amo. É você, meu bem.


Dedicado à Gleilson Moura Ramos.