Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Açaí

Eu ainda não tinha escrito pra você guri. Pois tá aqui. Não sei se você olha mais meu blog, mas, tá aqui. Eu e você era mais do que aparentávamos, a amizade era bem maior, a cumplicidade, o carinho. Nós nos dávamos muita importância. Apesar de não estarmos nos falando, eu penso se você tá bem, e fico mal. Porque eu não posso te ligar pra te perguntar. E fico pior ainda quando todas as pessoas ao meu redor podem, e eu não. Pode tudo ter sido um erro, pode ter tudo sido um engano. Mas, eu só queria aquela pessoa companheira que escutava as minhas histórias de vida, de todos os meus 16 anos de idade, e que ficou com a minha única herança... A Fresno. E eu peguei uma herança que você nem sabe... Ontem, senti saudade de conversar com você, então, já tava perto de um lanchonete pequena, e fui até lá, você nem sabe, e nem viu... mas, eu tomei açaí (risos), é eu tava tomando açaí. Eu sinto saudade de poder ter um amigo como você por perto, mas, agora... eu não posso. Um dia, quando tudo estiver bem, eu te ligo, e te chamo pra sair.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011



Amiga: Ele é errado pra você.
Ela: Eu sei. Ele tem umas manias ridículas de usar a meia da mesma cor da blusa, pentear o cabelo para dois lados diferentes, misturar as cores das uvas e ainda bebe leite toda manhã. Ele não abre a porta do carro, não dança nada, aliás, pisa muito no pé. Não tem letra bonita, as poesias dele são letras de músicas e sabe o que é pior? Ele não tem vergonha de sair de pijama na rua. Ele te joga no chão para te fazer morrer sem ar. Quando você cai, ele ri de você e depois cai no chão junto. Ele não é metade do que esses meninos são, não é rico, não tem pai bilionário, não come só carne branca, não é saradão, não usa essas camisas xadrez e nem fica soltando amores por aí. Ele não é meu príncipe encantado não. Não vale nada não. Aliás, ele é muito chato. Ele gosta de te irritar só pra dizer que você é estressada. Quer chamar ele de idiota? Chama. Ele é. Muito, tipo, muito idiota. Passa um dia com ele, você não suportaria o machismo e a falta de humildade dele, tirando as piadas sem graça e o jeito como ele faz você passar vergonha. E sabe o que é pior do que todos esses mil defeitos que ele tem? Que eu posso estar com o homem mais perfeito do mundo na minha frente, mas quando eu fechar os olhos eu vou lembrar do jeito que ele sorri primeiro de um canto e depois de outro.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

– Só sei que nós nos amamos muito…
– Porque você está usando o verbo no presente? Você ainda me ama?
– Não, eu falei no passado!
– Curioso né? É a mesma conjugação.
– Que língua doida! Quer dizer que NÓS estamos condenados a amar para sempre?
(…)
– E não é o que acontece? Digo, nosso amor nunca acaba, o que acaba são as relações…
– Pensar assim me assusta.
– Por que? Você acha isso ruim?
– É que nessas coisas de amor eu sempre dôo demais…
– Você usou o verbo ‘doer’ ou ‘doar’?
(Pausa)
– Pois é, também dá no mesmo…

Caio Fernando Abreu