Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 8 de março de 2011

 “Se não fosse amor, não haveria planos, nem vontades, nem ciúmes, nem coração magoado. Se não fosse amor, não haveria desejo, nem o medo da solidão. Se não fosse amor não haveria saudade, nem o meu pensamento o tempo todo em você. Se não fosse amor eu já teria desistido de nós."

Presente


Caberá ao nosso amor o eterno.
Ano passado, meu amor, não pude te ter em meus braços. Hoje, um ano depois, nós já temos um ano e mês de vida juntos, e é como se fosse décadas ou apenas segundos. Porque nunca é demais, porque nunca é muito curto. É só bom te ter ao meu lado, sem contar as horas. A gente ainda tem que contar. Mas, daqui a pouco, eu juro te dar um presente bonito, cheio de surpresas, caberá a nós ver um futuro bonito nele. Eu vou aí. Vou te ter todos os dias, e a cada hora do dia um 'eu te amo' diferente. A eternidade será nossa amiga, e nos dará a mão. O que você acha?
Então amor, feliz aniversário e terá tantos aniversários ao meu lado que você vai se cansar de mim.
Você é bom demais pra mim, já te disse isso? Você é. Meu lindo e maravilhoso amor.

Jessica Moura Torres
Texto dedicado à Gleilson Moura Ramos.  <3 

segunda-feira, 7 de março de 2011

Entendimento

Você continua a me amar. Como eu poderia não te retribuir? Eu sei que essa loucura toda assusta. A gente está rindo, e cinco minutos depois eu estou soluçando e escondendo meus rosto no teu peito. Você me abraça e acabou, a gente já está fazendo amor de novo. Você entende a minha angústia, você é o único que sabe de todas elas. Tu acaba falando que não tem problema eu ser assim, e que gosta mesmo é de eu ser louca e não conseguir segurar o choro quando começo a falar, ou como eu não tenho vergonha de falar alto mesmo, e dizer palavrão na frente de todo mundo, e de que quando está só eu e você eu não consigo dizer nada, porque meu princípios e valores, e certezas estão todas nas tuas mãos.
Tu acaba me entendendo... ninguém mais me entende. E tudo volta a ser como na primeira vez. Você acha que acabou a amizade. Ela ainda está aqui, sabia? Porque se eu estou mal e tenho um problema, é pra você que eu conto. Se eu estou com medo e preciso de segurança, é para os seus braços que eu corro. Você é toda a minha família, e todos os amigos, e todas as certezas, e todas as ilusões, e é cada esperança, cada riqueza, e é cada ódio, cada amor.
Só não se cansa. Não cansa dessa loucura que não acaba nunca. E de nunca acabar, todo mundo se acostuma, até achar que eu sou normal.
Fudeu. Aí, só você me entende de novo.

Jessica M. Torres
Tenho tentado aprender a ser humilde. A engolir os nãos que a vida me enfia pela goela a baixo. A lamber o chão dos palácios. A me sentir desprezado-como-um-cão, e tudo bem, acordar, escovar os dentes, tomar um café e continuar.
Caio Fernando Abreu

domingo, 6 de março de 2011

Quando crescer

O que a gente vai fazer quando se ver de novo? Um dia a gente está tão distante, as vezes fica tão dificil de dar a mão. E quando a gente crescer? Você poderia ainda assim me amar? Poderia continuar ao meu lado? Eu não te peço mais que um abraço no fim da noite. Se não puder me dar mais do que isso, eu aceito. Um beijo na testa, na mão. Só isso. O que você puder, só isso. Eu escolho estar ao seu lado. Pois eu sei que é do seu lado que meu coração pulsa, em outro canto não dá. Você não pode ir para o meu passado. Eu não aceito. Casa comigo? E eu não quero uma aliança bonita de ouro, serve essa mesmo que eu já uso. O que o mundo vai dizer quando ver o nosso amor aqui? Firme e forte? Vão dizer: até que a morte vos separe.

Jessica M. Torres

sábado, 5 de março de 2011

Dói


Dói. Mas, não tem nada a ver com você estar cansado, e ter uma vontade de só ficar do meu lado e dormir. Dói. Porque em todos os cantos que eu vou não encontro o que eu posso encontrar nos teus beijos. É o carinho intenso, a atenção toda pra mim. Dói. E quando tu me ver chorando não pense duas vezes, apenas me beije. Porque você sabe a falta de amor que eu tenho que suportar, e que apenas você me dá. Você sabe as decepções que tenho que enfrentar, e só você me ajuda a levantar. Você sabe as barreiras que nós dois temos que pular, mas, você também sabe o quão pequena eu sou, e quem sem você não dá. Dói. Não te esquece que a cada segundo, dói um pouco mais. Dói. Porque como eu poderia suportar viver longe da minha mãe desde os três anos? Você apareceu, e quando estou do teu lado, não dói. Mas, dói. Porque como eu posso aguentar ter um pai ausente, uma avó e tios que agem como meus próprios pais? Você apareceu e você sabe o bem que me fez só de me segurar bem forte e dizer que não vai me soltar nunca. Dói. Mas, cada vez que eu te vejo dói um pouco menos. Dói. Mas aí, eu lembro daquilo que tu pediu pra eu nunca esquecer. Ai, não dói mais nada, porque eu tenho você.

Jessica M. Torres

Cassino


Só aposta todas as fichas sem se preocupar. Sem esperar se vai ganhar ou não. Aposta elas só pelo prazer daquele friozinho na barriga daquele momento. E no fim, quando o friozinho e todos os sentimentos que vierem já tiverem valido a aposta, então, não vai te importar se ganhou ou não. O que vai importar é que jogou.

Jessica M. Torres

rock do game over


Minha história se resume de uma forma bem singela
Gostar muito de uma coisa e ser péssimo nela
Já cansei de passar horas jogando fases iguais
Procurando solução em diversos manuais

Aprendi a conviver com a impunidade dos vilões
Sendo sempre derrotados pelos mesmo chefões
Deixei pra trás todas as moedas
Deixei em perigo todas as donzelas

Já tentei explicar mas ninguém me ouve
Toda vez que eu tento só dá Game Over!

video

o romântico em mim


Eu não quero acordar, eu não quero entender, eu não quero escrever sobre amor você, eu não quero contar tudo belo que há, o romântico em mim não quer mais trabalhar, não quer mais perdoar, desistir sem tentar, então eu vou deixar, ele descansar.