Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 7 de março de 2011

Entendimento

Você continua a me amar. Como eu poderia não te retribuir? Eu sei que essa loucura toda assusta. A gente está rindo, e cinco minutos depois eu estou soluçando e escondendo meus rosto no teu peito. Você me abraça e acabou, a gente já está fazendo amor de novo. Você entende a minha angústia, você é o único que sabe de todas elas. Tu acaba falando que não tem problema eu ser assim, e que gosta mesmo é de eu ser louca e não conseguir segurar o choro quando começo a falar, ou como eu não tenho vergonha de falar alto mesmo, e dizer palavrão na frente de todo mundo, e de que quando está só eu e você eu não consigo dizer nada, porque meu princípios e valores, e certezas estão todas nas tuas mãos.
Tu acaba me entendendo... ninguém mais me entende. E tudo volta a ser como na primeira vez. Você acha que acabou a amizade. Ela ainda está aqui, sabia? Porque se eu estou mal e tenho um problema, é pra você que eu conto. Se eu estou com medo e preciso de segurança, é para os seus braços que eu corro. Você é toda a minha família, e todos os amigos, e todas as certezas, e todas as ilusões, e é cada esperança, cada riqueza, e é cada ódio, cada amor.
Só não se cansa. Não cansa dessa loucura que não acaba nunca. E de nunca acabar, todo mundo se acostuma, até achar que eu sou normal.
Fudeu. Aí, só você me entende de novo.

Jessica M. Torres

Um comentário:

comente aqui