Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 31 de julho de 2010

eu e você


Eu e você olhando o tempo passar. Olhando seis meses passando como um minuto pela nossa frente. Vimos cada grão e cada pedaço do nosso amor caindo no chão, e em vez de juntá-los e uni-los, o que fizemos? Derrubamos mais, acabamos mais, destruímos mais.
Eu e você vendo tudo acabar. De mãos dadas olhei mais uma vez pras nossas alianças, e pro nosso compromisso. Fui ignorante pela primeira vez na minha vida ao falar com você. E pela primeira vez em todo nosso relacionamento foi você que ficou calado.
Você sabe que neuras e pensamentos sem nexo não vão ajudar na nossa relação não sabe? Pra que tudo isso então?
Eu e você, nos beijando, unindo nossos corações, e provando mais uma vez que nem meio a distância estando um ao lado do outro vão nos separar. E eu te lembrei do mesmo jeito que um dia você me lembrou que a gente combinou que precisará de um motivo impossível de se abater pra nos separar, lembra?
Os grãos estão no chão. E aí? O que vamos fazer?
Deixarei os que caiu no chão. E reconstruirei tudo. E remarei mais forte. Espero que você veja meu esforço, e me ajude. Sozinha não consigo.
Sem brigas por besteira, sem esquecer das mensagens da manhã, sem esquecer das ligações durante o dia. Seus passos largos já não me incomodam. Teu jeito, eu já me acostumei. Mas, só não esqueça de uma coisa: me fazer se apaixonar por você, todos os dias. Prometo que irei, impossível não ir.

p.s.: eu te amo.

jess torres

quinta-feira, 29 de julho de 2010

eu preciso, você também, todo mundo precisa de alguém


- E é isso, definitivamente não preciso de ninguém para ser feliz, sempre fui feliz sozinha!
- Isso é coisa de ... ah, já sei que vai ficar com raiva, mas,... de criança. Você sabe muito que auto-suficiência não serve com ninguém. Mesmo que você queira.
- Não, não é ser criança, é ser realista! Eu quero mesmo e posso. Me dê apenas um bom motivo para que eu deixe a minha felicidade em mãos alheias.
- Todas as pessoas do mundo precisam de alguém. Quando envelhecer não terá ninguém pra esquentar seus pés nas noites frias, ou simplesmente apagar a luz quando tiver com preguiça de se levantar. Não terá a felicidade de ver seus filhos nascerem, poder criá-los, e depois ver netos e bisnetos. E no fim de tudo, ver que cada sofrimento e dor valeu a pena.
- Valeu a pena? É isso que me diz pra cada lágrima que eu derramei e todos os gritos de dor e angustia que saíram da minha garganta? Disse tudo muito lindo, mas e a prática? Será que é assim mesmo que você diz? Não posso continuar aqui esperando a minha outra metade da laranja chegar, enquanto eu me decepciono cada vez mais. E os meus amigos, vão sumir?
- Mas, sempre que os seus amigos te deixarem, sentirá falta daquela última pessoa que ficará ao nosso lado nos fins de festas. E sim, lágrimas servem para construção. Construção de personalidade. Será alguém mais forte. Se decepcionará menos. E no fim, pode não ser tão perfeito, mas, será como você precisava.
- Prefiro ficar sozinha em fins de festa do que aguentar a procura de um príncipe encantado que nos dizem quando crianças que encontramos mas que não chega. E enquanto isso tendo de passar por mãos que não sabem nos valorizar, alguns nos fazendo sentir como completas garotas de programa. Eu sei que essas lágrimas servem de construção de personalidade, uma personalidade forte e que diz que ninguém mais me usará!
- É, e talvez esse príncipe não chegue exatamente por isso. Já pensou que está se fechando demais? é, está. Com toda essa máscara de 'estou durona agora' e 'sou auto-suficiente'. é isso que os afastam.
- Não adianta, não consigo ser assim. Já tiraram toda a inocência que usava pra encarar o mundo. Prefiro permanecer com meu coração fechado e as minhas máscaras, assim não corro risco. Tchau, cansei dessas tuas verdades distorcidas ao teu ver.
- Okay. Vá se não consegue ouvir a verdade.

( mais tarde, a garota cheia de auto-suficiência envia um sms: eu sei que preciso, só não posso admitir! mesmo com todas as diferenças e brigas. vs é minha melhor amiga. te amo.)
(A outra responde: eu sei que precisa! i love you too, so much.)


Jess Torres & Shara Lima

aceite.


Diga sim. Você sabe exatamente o que quer. Está com medo de errar de novo? Nossos acertos são construídos em cima de nossos erros. Então, que erre!

Não quer jogar tudo pro alto? Saiba que assim ocorreu os mais belos contos de amor. Não tenha medo. Se der errado, fazer o quê. A vida é assim. E você não vai morrer. Vivia bem antes dele, e viverá depois. Se houver depois. Mas, apenas, aceite.

jess torres

( dedicado à Maria Cavalcanti & Millin Albuquerque )

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Mudanças


Eu sei que tenho que mudar. Por ti, por mim, por nós. Tanta insegurança e medo vão atrapalhar nosso relacionamento.
Mas, o que vai me dizer quando o nosso amor vencer? É, é isso que vai acontecer. Só basta você querer. Só basta eu querer. Eu quero. Muito.
Então, rasgaremos as páginas mal-escritas e começaremos de novo. Se necessário, reescreveremos nossa história todos os dias. Contanto que você esteja aqui 'enquanto houver ar pra respirar'.
Só espero que nada mude. Escreveremos uma, duas ou três vezes. Você tem que ser sempre esse bom moço com o coração puro, e eu a idiota que sempre estraga tudo.
Mas, é desse jeito mesmo que a gente se ama. Só falta mais atenção pra alguns erros e pronto.
Eu serei sua, e você meu. Para sempre. Mesmo que tudo um dia acabe.

jess torres

What's the plan?


Escolha. Deixe pisarem em você ou tenha o poder.
Qual o plano de hoje? Em qual etapa já estamos? Tudo é questão de estratégia. Nada do que você quer acontecerá se você não planejar.
Use seus artifícios ou suas artimanhas. Saiba o ponto fraco de cada um e lembre-se: ninguém tem permissão pra pisar em você, mas, essa regra não pode ser aplicada a você.
Não importa se não te conhecem, ou se estão juntos a longa data. Faça com que eles saibam que a única vilã daqui é você.

jess torres

( Lição nº1: assista Gossip Girl )

terça-feira, 27 de julho de 2010

minha sha' ;*


Eu te amo! Independente de brigas, opiniões diferentes, ciúmes e/ou neuroses, você é a minha melhor amiga

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Faça


Não espere que o destino ou Deus, ou qualquer outra coisa que você acredite te dê o que você quer. Faça. Não espere o amor chegar na sua porta. A espera será longa e eterna. Faça. Corra quilometros, alugue jatinhos, faça, vá atrás de quem você ama. Se tudo der errado, no fim, você poderá dizer que fez tudo, e que se não deu certo, a culpa não foi sua. Faça. Não deixe seu destino nas mãos dos outros. Ele tem que estar sempre nas suas mãos. Faça. Aconteça. Seja.

jess torres

( e hoje me tornei mais fria e calculista. O destino está nas minhas mãos, e eu irei moldá-lo. Eu sou Jessica Torres, e o prazer é todo seu.)



quarta-feira, 21 de julho de 2010

encruzilhada


Estávamos andando lado a lado, com nossos passos unidos. Era como se minha perna estivesse amarrada a sua. E a minha vida amarrada ao seu destino, ao seu caminho.

De repente, alguns passos adiante percebi que continuávamos lado a lado, mas, andávamos paralelamente, na mesma direção, mas com caminhos distintos.

Uma ou duas vezes tentei unificar nossos passos, mas não dava. E eu sei qual era a direção que tomávamos, não era sul, nem norte. Era o fim. Tudo foi nos empurrando para isso.
Paramos numa encruzilhada, era ali que íamos escolhes o que fazer.

- Eu vou pra esse, e você vai por aquele.

Viramos um de costas pro outro e não conseguimos caminhar, então, voltamos a nos encarar, frente a frente:

- Tá doendo?
- Sim, muito.
- Tem como tudo se arrumar?
- Sim.
- Você quer que tudo se arrume?
- Quero. Muito. E você?
- Eu quero mais que tudo.

Voltamos a camihar, juntos. Resolvi o problema: comprei algemas. Funcionou.


jess torres

terça-feira, 20 de julho de 2010

De qualquer tipo, mas que seja amigo


'Hoje, no dia do amigo, olhando para os lados posso ver as pessoas que vão estar do meu lado independente de qualquer coisa e que não são da minha família. Posso contar nos dedos da mãos as mesmas. Fazendo uma retrospectiva da minha vida eu consigo me lembrar detalhadamente de inúmeras que passaram por minha vida e que se tornaram valiosas presenças. Lembro que quando eu fazia o Fundamental I tinha amigos, amigas e um amor no colégio que na minha mente duraria para sempre. O tempo passou, muitos mudaram de escola e outros apareceram. Perdi o contato com os 'pra sempres' do fundamental I e conheci outros com os quais ficava cada vez mais próxima. O tempo passou, uns continuaram comigo e outros sumiram e assim foi sendo até hoje. Hoje tenho do meu lado pessoas mais maduras, mais encaixantes comigo, que não fazem questão de me modificar ou de mandar em mim pra me aceitar.
/E que hoje preenchem a falta de uma convivência verdadeira da família. Pois é, foram-se os do fundamental, entraram os do ensino médio, e daqui a pouco chegarei os da faculdade. Mas, tem alguns, poucos que por mais distantes que estejam estarão no nosso coração, não importa se estão a algumas ruas da minha casa ou em São Paulo. Simplesmente há pessoas que marcam as nossas vidas, como amigos que nos dizem que o se há de fazer quando estou perdida. ou quando me dão tapas quando faço coisas erradas. E quero, quero muito que até o fim de tudo, eu ainda tenha pelo uma, uma pessoa que continue ao meu lado. Não sendo meu namorado, meu marido. Mas sim, meu companheiro, meu amigo, meu confidente. Quero amigas para pintar unhas e andar em shoppings, mas, também quero aquelas que me briguem comigo, e que me abrace, e me console quando ninguém mais pode me consolar. Quero amigas de festas, e amigas do peito. Amigas de viagens e amigas para toda vida. Quero toda forma de amigo. Pois, enquanto eu tiver um amigo, eu viverei.
'Porque eles irão me sustentar na terra, serão minha base, meu suporte e jamais me deixarão cair. Quando a saudade apertar olharei para as fotos que me lembrarão de bons momentos e ligarei pra eles sem ter medo de pedir pra escutar a voz ou interromper durante o sexo. Amizades não pedem um local apropriado pra começar e não seguem inícios clichês, elas existem e podem durar eternamente.

ps.: e hoje eu sei disso

Jess Torres & Shara Lima

stay here


Nossa aliança é eterna. Eu sei e você sabe. Nossa aliança é verdadeira. Eu sei muito bem, e você sabe melhor do que qualquer outro. Porque eu sinto o mesmo que você sente. Eu vivo o mesmo que você vive. Então, quero te pedir. Fique um pouco mais aqui. Talvez 25 ou 30 anos. Talvez 25 ou 30 minutos, ou até segundos. Mas, fique aqui. Fique para nossa última dança, ou a nossa primeira, ou a nossa eterna dança. Fique aqui para um último abraço, um abraço eterno que nos una para sempre. E vamos fazer mais uma música, a música que nunca terminamos, e que nunca terminaremos, para que um dia, se você se afastar de mim eu tenha um motivo para ir atrás de você.
Fique um pouco mais para dar tempo de olharmos para as pessoas que passam, para o vento que sopra, ou para o céu que nos cobre com esses pontos brilhantes. Vamos olhar pras estrelas e pôr nomes nelas. Vamos falar besteira e se embriagar com coca-cola. Se embriagar com conversas. Se embriagar com amizade. Se embriagar com confiança. Se embriagar com nós mesmos.
Fique aqui. E diga mais uma vez: vai se fuder. Ou se preferir: eu te amo.

(texto dedicado a millin albuquerque.
p.s.: eu te amo.)

jess torres

segunda-feira, 12 de julho de 2010

lágrimas nos olhos, mãos entrelaçadas e bocas unidas


lágrimas nos olhos, mãos entrelaçadas e bocas unidas. o amor que construímos foi mais do que eu e e você esperávamos. o ódio que sentimos aumenta a nossa paixão. o ciúmes que sentimos demonstra o quanto queremos um ao outro. a raiva que sentimos é momentânea. a reconciliação que fazemos é quase como um marco histórico. tudo isso só faz o que sentimos crescer. casais assim está difícil de se encontrar. e isso tudo terá um fim? o fim acontecerá mais nós teremos de querer ele. o que você acha? é, é o mesmo que eu. Prefiro ficar na minha casinha branca, e nossos netinhos. está melhor assim? sabia que você ia achar isso.

Quem sabe aqui é o seu lugar, meu amor. Procure por todos as provas disso. Você já conseguiu com outra o que você consegue comigo? Não. Você sentiu por outra o que sente por mim? Não. Então, fique. Fique e nunca se vá. Não tenha pressa pois teremos uma eternidade para nos amar.
E eu já tive tanto medo de não conseguir te amar, e hoje te amo com tanta naturalidade que é como se esse sentimento tivesse nascido comigo, desde sempre no meu peito, só esperando você chegar. E agora? Por favor, me diz se isso tudo é um sonho, o meu mais lindo sonho. E você é uma das coisas impossíveis da qual eu acredito. É tão impossivelmente lindo. Tão impossivelmente carinhoso, atencioso. E hoje te digo: não é mais a gravidade que prende a Terra, e sim você. Você com todo esse seu charme, e modéstia.

E um último favor: me tira daqui, me leva pra ti. As noites estão muito frias, pois você não está me aquecendo.
p.s.: eu te amo.

jess torres

(ao som de Abril, Canto dos Malditos na Terra do Nunca e Display)

isso é muito sabedoria


"Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada. Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais adiante os sentimentos que nos negaram. Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição. Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue;outras vezes, nada damos e o amor se rende aos nossos pés. Os sentimentos são sempre uma surpresa. Nunca foram uma caridade mendigada, uma compaixão ou um favor concedido. Quase sempre amamos a quem nos ama mal, e desprezamos quem melhor nos quer. Assim, repito, quando tivermos feito tudo para conseguir um amor, e falhado, resta-nos um só caminho...o de mais nada fazer."

( e espero que alguém melhore depois de ler isso)

p.s.: já postei esse texto, e posto de novo. sempre bom carregar essa lição.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Devaneios


Eu insisto em te apertar forte aqui perto de mim, mesmo sabendo que o melhor pra mim é deixar você partir.

/E meus braços insistem em ser mais fortes do que meu desejo de auto-suficiência, meu desejo de paz.

'Eu sei que não posso precisar de você, preciso de paz, mas algo mais forte me prende a você.

/Algo que ultrapassa as minhas vontades, e as minhas necessidades. Sabe o que eu estou precisando agora? A tua voz rouca no celular. Sabe o que estou desejando agora? O teu beijo que hoje não sei se era com desejo ou com amor.

'O teu beijo que há tantos dias não provo, o que coloca à prova a minha sanidade. Te vejo em cada canto dessa casa, ouço a tua voz em casa sussurro do vento. É algo que eu não quero e nem posso admitir

/Não posso mais andar calmamente na rua sabia? E tudo culpa dessa magia que você tem. Vejo teu rosto, e o teu jeito em cada ser humano que consigo avistar. Você não sabe o quão frustante é ter que ver alguém vindo em direção da minha casa, e esse alguém não ser você. E não tem ninguém que mude isso.

'E esse alguém não preenche a tua ausência, ninguém preenche. Me agarro ao resto de esperança que me resta porque na minha mente insana e apaixonada você vai voltar, você ainda vai me aconchegar em seus braços e dizer no meu ouvido que me ama.

/Mas nem nesses meus mais loucos devaneios eu posso me assegurar. Daqui a pouco te verei caminhando próximo a minha casa sim, mas, não será a minha mão que estará segura sua. Não será minha boca que estará encaixada nos teus lábios. Não será meu corpo colado no teu. E pelo o rumo que tudo anda tomando, nunca mais será.

'Serão outras, tantas outras que sempre quiserão estar no meu lugar. E enquanto você passa olhará para o lado e me verá com um sorriso forjado nos lábios, rodeada de pessoas que tentam ficar em seu lugar. Meus devaneios estão indo conforme os dias passam, estou sendo trazida de volta à dolorosa realidade na qual você não está presente. Mas a esperança continua, aquele fiozinho que me prende à vida, mesmo sabendo que o mais provavel é que você nunca volte!

/E eu sei que um dia esse fiozinho irá se partir, e minha vida já não será mais ligada a sua, nem será mais a sua. E enfim, poderei ter um pouco de paz pela qual sonho todos os dias depois de horas molhando o meu travesseiro e do cansaço me puxar para o sono.


Jess torres & Shara Lima

segunda-feira, 5 de julho de 2010

oi, é você de novo


- Oi, você por aqui?

- ...

- É, eu sei que você sabe que eu estava te esperando.

- ...

- Você não aparecia faz tempo mesmo, o que andava fazendo por ai?

- ...

- Ah, sei. Procurando mais corações angustiados quem nem o meu. Mas, tá vendo? Eu estou bem melhor, acho que deu viagem perdida.

- ...

- É, ele tá mesmo. Como você sabe? Espera aí, você não é a minha dor. É a dele. Mas, como você pode me angustiar desse jeito?

- ...

- Esse amor que me une a ele é forte o bastante pra isso... Tá bom, pode ficar e me angustiar. Se isso fará com que a dor que afetará ele diminua, fique.

- ...

- Não! Fique! Por favor. Não vá. Deixe eu sentir um pouco dessa dor pra diminuir a dele. Sabe, eu estava com saudade disso. A minha dor tinha me abandonado. Me faça um pouco de compania.

- ...

- Dor do meu amor, você pode me fazer um favor? Não pedirei muito.

- ...

- Seja minha dor, e o esqueça. Você não vai perder nada.

- ...

- Ele ficará feliz isso é o que importa. Fique. Seja minha dor.

- ...

- Obrigada. Agora que você é minha dor, aceita uma xícara de chá? Depois vou arrumar um lugarzinho bom pra você dormir, e fique o tempo que precisar, só não volte para ele tá bom?

- ....

- É, tá na hora de dormir. Boa noite dor. Durma bem, enquanto eu choro aqui calada.



jess torres

6 coisas impossíveis que acredito antes do café da manhã


1º: A vida é eterna, e todos nós nunca iremos morrer, ou nem ao menos envelhecer. Não teremos rugas, nossos cabelos não ficaram brancos, e nem qualquer doença tirará a nossa maravilhosa vida.

2º Amigos nunca saem das nossas vidas, todos os dias teremos aquelas explendidas pessoas que gostam da gente tanto quanto alguém de nossa família, mas fazem coisas proibidas com a gente que nenhum parente teria coragem de fazer.

3º Quando amamos alguém, esse alguém irá nos amar reciprocamente. Sempre. Não terá nenhuma exceção.

4º Se estamos namorando com alguém, esse namoro será para sempre. Nenhuma vadia qualquer chegará para acabar com minha festa, nem nenhum outro gatinho vai me fazer tirar os olhos desse meu namorado perfeito. Eu vou simplesmente amá-lo, e claro não envelheceremos.

5º Seguirei a profissão que quero, terei um emprego que paga bem, aliás, terei meu próprio negócio. E sim, minha casa vai ser enorme.

6º Conto de fadas existem. Princesas e castelos. Vilões e dragões. Vampiros e lobisomens. Tudo que você quiser existirá. Tudo que você imaginar estará na sua frente. Deixe sua imaginação criar, e seja mais criança.


jess torres


( texto escrito logo após assistir 'Alice no País das Maravilhas'. Esse tipo de filme nos deixa mais jovem)

garçon, aqui, por favor


- Garçom, por favor me traga uma dose de realidade pra todos que estão nesse meu círculo de amigos. E por favor, quem não aguentar, levante-se e retire-se daqui.

E na minha garrafa de realidade tem que ter tudo o que todos não conseguem ver porque fecham os olhos pensando que assim vão se livrar da dor que causa uma boa verdade.

Entenda, o amor não é pra sempre. Uma hora acaba, qualquer coisa irá separá-los. A convivência ou a morte. Uns duram mais, outros menos. Mas, vai acabar.

Ah, já entendi, você prefere viver nesse seu conto de fadas? Ok. Um pouco de magia pra você: vocês vão ser felizes para sempre; ele vai voltar; e sim, ele vai sempre te amar, tá bom?

Eu não sou mulher de meias verdades, nem de mentiras que arrancam sorrisos, não com meus amigos. Se sou falsa? Sim, com quem merece. Meus amigos de verdade merecem falsidade? Não, e não vou poder fazer nada depois, se eles não aguentarem minha lingua afiada que dirá sempre o que eles não vão querer ouvir, e eu vou sempre falar, porque um dia eles vão perceber que só assim eu poder vos ajudar.

- Garçom, traga mais uma, essa senhora quase desistiu, mas, no fim acabei por convencê-la que um pouco de realidade não irá lhe matar. E só irá lhe ajudar.

jess torres

sexta-feira, 2 de julho de 2010

você disse vem e eu fui


Pois é, hoje, faz cinco meses desde que toda essa loucura amorosa começou. Nunca pensei gostar de alguém desse jeito, nunca pensei que durasse e que eu fosse levar alguém tão a sério. Nunca pensei acreditar em um guri tão facilmente, tão sem provas de nada. E foi quando você disse vem, e eu fui. Fui com meu corpo, meu coração em frangalhos, e minha alma que nem sei se está salva. Mas, acima de tudo, você salvou aquela garotinha indefesa, e me fez mulher. E você mereceu todo o meu melhor, e eu te dei. Eu me superei em cada coisa que eu consegui fazer por você, cada coisa que eu fiz com você. E tudo que um dia vai restar do nosso amor, será o mesmo de sempre, porque ele nunca vai acabar. Mesmo que um dia tudo esfrie, e essa paixão toda se apague, estaremos nós velhinhos, na nossa cadeira de balanço, com nossas mãos entrelaçadas, olhando pras nossas alianças, como nós fazemos hoje. E eu direi: me chame, mais vezes. me chame sempre. que sempre que você dizer vem, eu vou.


jess torres

quinta-feira, 1 de julho de 2010

por dois corpos


Eu quero que você me tome. Me beba, me prove. Me sugue, sugue minha energia, meu calor. Quero que me olhe com os olhos de quem deseja, de quem arde. Quero que chegue perto de mim e fale baixo. Fale sujo. Indecente. Inconseqüente.
Quero que você me trate com indiferença, que não se importe com o que virá depois, que não se importe com o que irão dizer, que não se importe com o que eu irei pensar. Que aja comigo como age com outras, que grite impropérios e me estapeie a face. O corpo. O dorso.
Quero que me morda, que me olhe enquanto me beija, que me beije fazendo arrancar gritos mudos. Eu quero o seu hálito ofegante no meu pescoço, quero o suor do seu corpo em mim, na minha pele, gravado, quente. Quero suas mãos me apertando. Quero o mínimo de carícia, mas não quero delicadeza. Não sou frágil, não, não sou. Eles dizem: ah, mas ela é tão pequena, é tão nova, parece tão menina, parece inocente, inteligente, mas ingênua. Não sou, não pra você. Não sou nova, muito menos inocente.

Me chame do que quiser. Grite comigo enquanto agarra meu pescoço. Gema no meu ouvido, baixo. Me beije como se nunca mais o fosse fazer. Me faça sentir as pernas bambas, trêmulas, carentes. Me faça ficar com aquele rosto de prazer, aquele rosto de quem gosta, não sente medo, quer mais. Me machuque. Me ponha de joelhos e agarre meus cabelos, me faça implorar o seu líquido. Sem dó, sem pena.
Vem pra mim. Pro meu corpo. Agora.

( Morgana - http://infamia-m.blogspot.com/2010/06/por-dois-corpos.html )

Smile


e é isso, tampei meus ouvidos, liguei meu modo paciência, e sigo sorrindo. Não vou mais me estressar por nada, não vale a pena. Não vou me afastar de quem gosta de mim porque quem não faz nada de bom pra eu ficar feliz. então, vai ser isso, vou seguir sorrindo. E toda a angústia deixarei pra trás, e toda as mágoas guardarei numa caixa, para não esquecê-las mais também para não ter que olhá-las a todo instante. E ouvindo uma música que dizia " a gente sofre sempre por querer" eu descobri, é isso, eu não quero mais. eu não quero mais me maltratar por besteira. E acabou.

E eu só peço a Deus pra tudo passar rápido, mas que nada se perca. E agora é assim, como Los Hermanos: aponta pra fé e rema.
jess torres