Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 12 de julho de 2010

lágrimas nos olhos, mãos entrelaçadas e bocas unidas


lágrimas nos olhos, mãos entrelaçadas e bocas unidas. o amor que construímos foi mais do que eu e e você esperávamos. o ódio que sentimos aumenta a nossa paixão. o ciúmes que sentimos demonstra o quanto queremos um ao outro. a raiva que sentimos é momentânea. a reconciliação que fazemos é quase como um marco histórico. tudo isso só faz o que sentimos crescer. casais assim está difícil de se encontrar. e isso tudo terá um fim? o fim acontecerá mais nós teremos de querer ele. o que você acha? é, é o mesmo que eu. Prefiro ficar na minha casinha branca, e nossos netinhos. está melhor assim? sabia que você ia achar isso.

Quem sabe aqui é o seu lugar, meu amor. Procure por todos as provas disso. Você já conseguiu com outra o que você consegue comigo? Não. Você sentiu por outra o que sente por mim? Não. Então, fique. Fique e nunca se vá. Não tenha pressa pois teremos uma eternidade para nos amar.
E eu já tive tanto medo de não conseguir te amar, e hoje te amo com tanta naturalidade que é como se esse sentimento tivesse nascido comigo, desde sempre no meu peito, só esperando você chegar. E agora? Por favor, me diz se isso tudo é um sonho, o meu mais lindo sonho. E você é uma das coisas impossíveis da qual eu acredito. É tão impossivelmente lindo. Tão impossivelmente carinhoso, atencioso. E hoje te digo: não é mais a gravidade que prende a Terra, e sim você. Você com todo esse seu charme, e modéstia.

E um último favor: me tira daqui, me leva pra ti. As noites estão muito frias, pois você não está me aquecendo.
p.s.: eu te amo.

jess torres

(ao som de Abril, Canto dos Malditos na Terra do Nunca e Display)

2 comentários:

  1. "E hoje te digo: não é mais a gravidade que prende a Terra, e sim você."

    Uma palavra: PERFEITO!
    Que sentimento lindo.

    ResponderExcluir

comente aqui