Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Devaneios


Eu insisto em te apertar forte aqui perto de mim, mesmo sabendo que o melhor pra mim é deixar você partir.

/E meus braços insistem em ser mais fortes do que meu desejo de auto-suficiência, meu desejo de paz.

'Eu sei que não posso precisar de você, preciso de paz, mas algo mais forte me prende a você.

/Algo que ultrapassa as minhas vontades, e as minhas necessidades. Sabe o que eu estou precisando agora? A tua voz rouca no celular. Sabe o que estou desejando agora? O teu beijo que hoje não sei se era com desejo ou com amor.

'O teu beijo que há tantos dias não provo, o que coloca à prova a minha sanidade. Te vejo em cada canto dessa casa, ouço a tua voz em casa sussurro do vento. É algo que eu não quero e nem posso admitir

/Não posso mais andar calmamente na rua sabia? E tudo culpa dessa magia que você tem. Vejo teu rosto, e o teu jeito em cada ser humano que consigo avistar. Você não sabe o quão frustante é ter que ver alguém vindo em direção da minha casa, e esse alguém não ser você. E não tem ninguém que mude isso.

'E esse alguém não preenche a tua ausência, ninguém preenche. Me agarro ao resto de esperança que me resta porque na minha mente insana e apaixonada você vai voltar, você ainda vai me aconchegar em seus braços e dizer no meu ouvido que me ama.

/Mas nem nesses meus mais loucos devaneios eu posso me assegurar. Daqui a pouco te verei caminhando próximo a minha casa sim, mas, não será a minha mão que estará segura sua. Não será minha boca que estará encaixada nos teus lábios. Não será meu corpo colado no teu. E pelo o rumo que tudo anda tomando, nunca mais será.

'Serão outras, tantas outras que sempre quiserão estar no meu lugar. E enquanto você passa olhará para o lado e me verá com um sorriso forjado nos lábios, rodeada de pessoas que tentam ficar em seu lugar. Meus devaneios estão indo conforme os dias passam, estou sendo trazida de volta à dolorosa realidade na qual você não está presente. Mas a esperança continua, aquele fiozinho que me prende à vida, mesmo sabendo que o mais provavel é que você nunca volte!

/E eu sei que um dia esse fiozinho irá se partir, e minha vida já não será mais ligada a sua, nem será mais a sua. E enfim, poderei ter um pouco de paz pela qual sonho todos os dias depois de horas molhando o meu travesseiro e do cansaço me puxar para o sono.


Jess torres & Shara Lima

Um comentário:

comente aqui