Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 5 de março de 2011

Dói


Dói. Mas, não tem nada a ver com você estar cansado, e ter uma vontade de só ficar do meu lado e dormir. Dói. Porque em todos os cantos que eu vou não encontro o que eu posso encontrar nos teus beijos. É o carinho intenso, a atenção toda pra mim. Dói. E quando tu me ver chorando não pense duas vezes, apenas me beije. Porque você sabe a falta de amor que eu tenho que suportar, e que apenas você me dá. Você sabe as decepções que tenho que enfrentar, e só você me ajuda a levantar. Você sabe as barreiras que nós dois temos que pular, mas, você também sabe o quão pequena eu sou, e quem sem você não dá. Dói. Não te esquece que a cada segundo, dói um pouco mais. Dói. Porque como eu poderia suportar viver longe da minha mãe desde os três anos? Você apareceu, e quando estou do teu lado, não dói. Mas, dói. Porque como eu posso aguentar ter um pai ausente, uma avó e tios que agem como meus próprios pais? Você apareceu e você sabe o bem que me fez só de me segurar bem forte e dizer que não vai me soltar nunca. Dói. Mas, cada vez que eu te vejo dói um pouco menos. Dói. Mas aí, eu lembro daquilo que tu pediu pra eu nunca esquecer. Ai, não dói mais nada, porque eu tenho você.

Jessica M. Torres

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui