Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 5 de agosto de 2011



Amiga: Ele é errado pra você.
Ela: Eu sei. Ele tem umas manias ridículas de usar a meia da mesma cor da blusa, pentear o cabelo para dois lados diferentes, misturar as cores das uvas e ainda bebe leite toda manhã. Ele não abre a porta do carro, não dança nada, aliás, pisa muito no pé. Não tem letra bonita, as poesias dele são letras de músicas e sabe o que é pior? Ele não tem vergonha de sair de pijama na rua. Ele te joga no chão para te fazer morrer sem ar. Quando você cai, ele ri de você e depois cai no chão junto. Ele não é metade do que esses meninos são, não é rico, não tem pai bilionário, não come só carne branca, não é saradão, não usa essas camisas xadrez e nem fica soltando amores por aí. Ele não é meu príncipe encantado não. Não vale nada não. Aliás, ele é muito chato. Ele gosta de te irritar só pra dizer que você é estressada. Quer chamar ele de idiota? Chama. Ele é. Muito, tipo, muito idiota. Passa um dia com ele, você não suportaria o machismo e a falta de humildade dele, tirando as piadas sem graça e o jeito como ele faz você passar vergonha. E sabe o que é pior do que todos esses mil defeitos que ele tem? Que eu posso estar com o homem mais perfeito do mundo na minha frente, mas quando eu fechar os olhos eu vou lembrar do jeito que ele sorri primeiro de um canto e depois de outro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui