Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Doar e doer

Ele é só malvado. Eu falo dou minha opinião mas, ele não consegue ouvir, no meio da frase já me interrompe, porque ele sempre é mais importante. Estou cansada do egoísmo, das reclamações. Tão cansada que não consigo me mover. Fico parada olhando pra ele, e esperando tudo passar. Mas, nunca passa. 
Ele me interrompe de novo, porque o seu pedido é mais importante do que eu peço agora. Eu tô pedindo pouco. Quase nada. Mas, ele não é capaz de fazer isso também. Depois de tanto tempo, eu não sei como ficamos assim. Mas, ele só é malvado. Ele sempre foi assim. E eu? Eu sou psicopata, sociopata, tenhos manias meio masoquistas e um milhão e meio de fobias, tenho medo do escuro, tenho medo de palhaços, e o pior de todos, tenho medo de amar tão profundamente a ponto de esquecer de mim.
E meu maior medo tá na minha cara. Porque eu esqueço de mim, das minhas necessidades, por ele. Porque apesar dos milhões de motivos que temos para me separar dele, a gente se segura no único motivo que faz a gente ficar. Amor. O estúpido amor que faz a gente se automutilar todo santo dia. Faz a gente querer pular do prédio mais alto. Cortar todas as veias do nosso corpo só para ter certeza que não vamos voltar a viver e ter que voltar pro inferno que é amar. 
Todo mundo diz que o amor é o sentimento mais lindo do mundo. O mais perfeito. Mas, não é. É o mais doloroso, mais irritante. Porque quando a gente tá amando, não é mais o eu, é o ele. Tudo pra ele. Toda lágrima é pra ele. Todo sorriso também. E mesmo se você tiver precisando de uma roupa nova, você vai preferir comprar o presente pra ele. Porque ele vai sorrir primeiro de um lado e depois do outro na hora que você entregar a calça super skinny dele, e você vai achar isso fofo, e não vai nem lembrar do que queria antes disso. Porque ele é o mais esquisito de todos, o mais ignorante, o mais idiota que você conseguiu encontrar, mas, na hora que você tá chorando ele te põe no colo. 
O amor é o sentimento mais feio do mundo. Porque tudo que é lindo, é falso. Quando é verdadeiro, é feio mesmo. Dói mesmo. Porque quando é verdadeiro é difícil de achar, é de difícil de suportar porque é pra ser duro assim mesmo. Só o que é falso é assim tão fácil. As coisas boas são dificeis. E é o difícil que fode com a gente. Todo santo dia.
Para as meninas que estão à procura de um amor lindo e bonito, e cheio de flores e castelos, aqui vai o meu conselho e experiência: Ele não existe. Porque já cruzei com esses lindos de morrer mas, não durou. Não permaneceu. Eu era uma menininha que acreditava nisso. Ai, encontrei com um homem, que me fez mulher, e me fez enxergar o verdadeiro significado do amor. Amor é doar e doer. Sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui