Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Lembra?

Não quero te deixar partir. Essa dor no meu peito que mais parece a morte vai aumentar, o tempo inteiro. Todo mundo diz que vai passar, mas, não vai. Quando é pra ser, não passa de jeito nenhum. Se lembre da tarde proximo a janela escutando a nossa música, é isso que nós somos: dois em um. Não tenha medo de sofrer, sofrimento é opcional. Fique que eu faço massagem nos seus pés. Fique e eu te dou o meu dinheiro, o dinheiro da minha familia, o dinheiro que eu posso roubar do Banco Central, mas, fique. Fique, por favor. Você ainda me ama, muito. Só não estamos na melhor fase, você me ensinou que tem altos e baixos. E a maior  razão pra você ficar é a seguinte: Se lembra do dia, que você tava de joelhos, ao pé da cama e pediu a Deus um sinal de que eu era a mulher da sua vida? E eu estava na minha casa, e falei comigo mesma: Será que ele ainda tá acordado? E logo depois mandei uma mensagem dizendo que te amava? Se lembra de como você escutou a minha voz, no seu ouvido, como se eu tivesse ao seu lado, e no segundo seguinte recebeu mensagem? Você lembra disso? A gente demorou tanto tempo pra se encontrar, tanto tempo pra acreditar. A gente se perdeu tanto em outras pessoas, que pensou que não havia a pessoa que passaria a vida com a gente. Mas, cá estou eu, te fazendo lembrar que é só eu e você. Eu e você para o resto da vida. Lembra?

2 comentários:

  1. Nossa, incrível. A parte que mais me marcou foi: "Lembra quando você se ajoelhou na cama e pediu um sinal a Deus?", me lembro dele me contando essa história, quase inacreditável. A forçade Deus, a força do AMOR.

    Desejo melhoras.. vai dar certo.

    ResponderExcluir
  2. Me emocionei mto! *.*
    Lindo seu texto!!!!

    ResponderExcluir

comente aqui