Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 2 de abril de 2011

Do que eu sou, eu sei. Ando feliz. Mas, quase ninguém vê. Só vê quem importa, que anda por perto. Meu amor de tanto tempo sempre do meu lado, a irmã loira que me acompanha nas saídas, e aquelas outras pessoas que me vêem de quando em quando pra me dar um abraço forte. Fumo e não minto. Paro de vez em quando, volto quando quero. Bebo, não nego. Bebo contigo, bebo com aquele, bebo sozinha.
Do que eu digo, eu assumo. Do que eu vivo, eu assimilo. Do que eu não quero, jogo fora. Sou essa pessoa de dentro pra fora, que só vê quem tá perto. E o que os outros dizem são problema deles. Afinal, o que é meu, é meu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui