Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 12 de abril de 2011

Reflexo de si mesmo

- Olha pra você, gosta do que vê?
- Gosto, e muito. Eu nunca matei ninguém, nunca roubei ninguém, nunca me prostitui, nunca vendi coisas pra comprar drogas, nunca julguei as pessoas apenas pelo fato de não serem iguais a mim. Não gosto do jeito e estilo de certas pessoas, mas, é o meu gosto. Como cada um tem o seu. Nem Deus julgou, ou condenou seus assassinos, porque eu faria isso com pessoas que são diferentes do que sou? Continuando... Sempre que me pedem abrigo eu dou, com um abraço, um beijo; dou o meu jeito de ajudar, de cuidar. Mesmo que em várias vezes a pessoa tenha me feito chorar, lá estou eu, enxugando as lágrimas dela. Eu gosto sim dos meus amigos, dou a vida sim por eles. Minha família é meio chata, mas, qual familia não é chata pra uma adolescente? Eu os amo. Não posso mentir sobre isso. Fico do lado dos meus amigos, sempre. Errados, certos. Mentindo, falando a verdade. Sempre. E não me culpo pelos meus erros. A gente erra, ninguém é perfeito. Aprender com os erros é que é difícil, mas, a gente vai tentando... vai seguindo.
- Sabe de uma coisa?
- O quê?
- Até eu gostei do que tem dentro de você.

(Percebi isso numa conversa que tive, olhando de frente pro meu espelho.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui