Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011


A tua mensagem fez com que eu acreditasse num futuro que é igualzinho a um passado nosso, nem tão distante. Eu sinto tanto a tua falta, que me vejo conversando com as paredes, porque seus ouvidos não estão mais lá. Me vejo cantando sozinha, em um violão desafinado, esperando a sua voz pra completar a nossa canção. E quero tanto descansar no teu peito, o cansaço dessa vida e o peso de ter que ser alguém. Eu não sei mais o que faço sem você por aqui. Meu melhor dos melhores de todos os melhores amigo. Fiquei com muita raiva, já chorei muito sabia? Mas, quando a gente ama alguém, nada nos faz desistir. Aprendi isso, e eu sei que você já sabia. Tá na hora da gente parar de birra e voltar pro nosso sofá. Voltar pra nossa sala de estar, voltar pro nosso lugar. De onde, nem eu e nem você devíamos ter saído. Ah, vê se cuida direitinho até eu te encontrar, tá bom?
p.s.: Eu te odeio, tanto, tanto. Que todo esse ódio se transforma em amor. O mais lindo de todos os amores. A amizade.

jessica m. torres

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. dá pra vcs pararem de ficar se escrevendo e se encontrarem logo? Falem logo cara a cara, chorem, se agarrem e pronto. Se eu que não tenho nada a ver com isso não aguento mais essa distância, imagine vcs dois. Já rendeu tudo que tinha pra render e envolveu quem nao devia. Agora Passou. O tempo resolveu. Se grudem logo de novo e não se larguem, agora eu que peço. Ou eu vou ter que marcar um encontro?. >< Beijo jéssica.

    ResponderExcluir

comente aqui