Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 19 de setembro de 2010

dicas


Ei você, é você mesmo, sei que você sabe muito, mas mesmo assim queria te dar umas dicas, okay?

Tudo bem, começando: seja divertido e engraçado como sempre, e ao envelhecermos, por favor, não fique chato. Escreva coisas pra mim, escreva tudo pra mim, o que vier na sua mente no meio trabalho ou no meio da noite, quero cartas aos montes e mensagens inesperadas. Dê-me bombons de chocolate, os coloque disfarçadamente em meu bolso, faça anéis com o papelzinho rosa do sonho de valsa como meu pai fazia. Quero sentir-me protegida como ao lado do meu pai, e ao mesmo tempo desejada como fico ao seu lado. Dê-me flores, de preferência vermelhas. Faça café da manhã na cama. Surpreenda-me quando eu for lhe acordar na sua casa. Não grite comigo, você sabe muito bem que não altero meu tom de voz, então, deixarei você falando sozinho, no mínimo. Diga que me ama, sempre, em todo momento, em qualquer lugar. Mas, também demonstre não gosto só de palavras. Sempre olhe nos meus olhos enquanto conversarmos, eu adoro esse castanho escuro do seu olho. Beije meu nariz, minha testa, meus olhos, a ponta da minha boca. Dê-me selinhos demorados, eu adoro. Sempre (eu disse, SEMPRE) segure minha mão. Não seja tão grudento, tanto drama não me interessa. Apesar de eu gostar bastante de coisas dramáticas. E me avise quando eu estiver grudenta, mas, por favor, com muito cuidado. Entenda que na minha TPM, eu choro, muito. Deixe-me chorar, e me abrace. Não diga nada, espere eu falar primeiro. Não gosto de sentir saudade, mas de vez em quando é bom se distanciar para na volta haver mais e mais amor. Gosto de aventuras e ação. Gosto de filmes românticos. Finja que gosta também, só pra me deixar confortável, e então eu também irei assistir aos seus filmes de terror favoritos. Me chame pra olhar as estrelas, e dê nomes a elas. Me faça cócegas, me aperte. Não brigue comigo e não me julgue. Não precisa me compreender, apenas entenda e me aceite. Gosto de bater, xingar e morder. Nunca duvide do que eu digo, eu não mentirei pra você. Tenha suas próprias opiniões e não mude elas nem por mim, nem por ninguém. Goste de rock, goste de minhas músicas. Escolha uma música pra gente. Nunca aperte minha barriga. Seja um pouco caseiro, e pouco do mundo. Não se engane, eu sempre acordo de mal-humor, espere eu escovar os dentes primeiro. Diga que gosta dos meus defeitos, tente ser verdadeiro. Sou orgulhosa, cínica e irônica, me mude, tente me convencer a não ser. Não pague todas as contas pra mim. Cante. Termine um telefonema com ‘eu te amo’ e uma noite com ‘sonhe comigo’. Seja meio criança, meio gente grande. Enxugue minhas lágrimas, não me faça derramar mais. Quando eu perguntar quem era aquela garota, bem, entenda isso como um alerta vermelho. Você sabe muito bem que não demonstro ciúmes em público. Apoie os meus sonhos, e construa sonhos comigo. Pense em nomes para os nossos filhos. Quando eu erguer sua mão até a cintura, não volte a baixá-la. Segure meu rosto com as duas mãos. E não tenha besteira com arrotos ou algo do tipo. Tenha fotografias nossas pela casa. Seja sempre sincero. Gosto de discussões pelo fato das reconciliações. Elogie minhas roupas, e não critique meus sapatos ou esmaltes. Me leve pra comprar roupas com você. Goste de cães. Tenha um cheiro que me vicie. Não fume, gosto de sentir o seu perfume. Não beba muito, quero sentir seu hálito de menta. Me leve pra programas infantis de vez em quando. Não converse muito com as garotas que eu não gosto. Deixe o cabelo do tipo ‘acabei de acordar’. Deixe uma barba mal-feita de vez em quando. Fique com sua cara lisinha também. Não faça muitas promessas, mas, sempre que fizer, CUMPRA-AS. Seja fiel. Seja um vício. Seja uma droga. Seja viciado em mim. Goste de Fresno. Me chame de pequena. Finja gostar da minha família. Nas discussões, esteja sério e brincalhão ao mesmo tempo. Brinque, ria. Aperte minhas bochechas. Entenda meus problemas mínimos e sem importância. Conte-me os seus. Seja meu melhor amigo. Converse. Declare-se. Me faça sentir importante e suficiente. E sua. Parece muito, mas, é fácil. Eu sei que você consegue. E quando tudo isso funcionar, só vai restar a gente se amar.

Jessica Moura Torres

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui