Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 9 de setembro de 2010


"Letícia não sabia que podia ter uma amizade que surgisse tão rápido e que a dominasse de forma tão clara e absurda. Aleex surgiu e mudou a cabeça de Letícia. Aleex e Letícia, eram pessoas normais, conhecidos, e agora amigos. Os dois? Muito parecidos. Letícia ama escrever, Aleex adora o que Letícia escreve. Aleex adora escrever, e Letícia sonha com o que Aleex escreve. As palavras que os dois juntam, dançam entre linhas, com os diferentes ritmos que os dois escutam. E consequentemente, os dois amam música. Tão iguais, tão diferentes. Mas depois de tudo, não existe diferenças quando se tem uma amizade como a deles. Aleex e Letícia, tão iguais, tão diferentes. Tão juntos e tão separados. Ela sonha com essa amizade até o fim. Ela não sabe bem o que ele pensa. Ela sorri ao falar com ele, ele também…talvez. Letícia e Aleex, costumes parecidos ou nem tão parecidos assim. Mas isso que faz essa amizade voar entre as nuvens e crescer com o tempo. Letícia imagina fotos, gargalhadas, “gente” pra lá e pra cá quando encontrar Aleex, Letícia imagina ele sorrindo, ele sorri ao ver que ela está feliz. Como se pode imaginar eles tão amigos e tão desunidos? Pessoas não acreditavam ou acreditam em amizades de longa duração pela internet. Não acreditam, porque não conheceram Aleex e Letícia. Não importa quanto tempo for. Sempre é bom poder contar com alguém que sabe o que você sente, mesmo sem olhar nos seus olhos. Aleex pode até duvidar do sentimento de Letícia por ele. Quem sabe ele se pergunte antes de adormecer se isso tudo é real. Mas a certeza surge, quando Letícia ao despertar, sorri e sussurra para si mesma: - “Eu amo você Aleex”.

autor desconhecido

2 comentários:

comente aqui